Matinhense militante do movimento negro e feminista desiste de candidatura coletiva para Câmara de SLZ

Pricila Aroucha. Foto: Reprodução Instagram.

SÃO LUÍS – Na semana passada, o Matraca informou que matinhense Pricila Aroucha, quilombola e militante feminista do coletivo Juntas e Juntos, disputaria a eleição com candidatura coletiva pelo PSOL, para concorrer a uma vaga na Câmara Municipal da capital maranhense. Nesta quinta-feira (22), Pricila anunciou que desistiu da candidatura.

CURTA NOSSAS REDES SOCIAIS

Em comunicado, Pricila Aroucha afirmou que deixou a candidatura por incompatibilidade comportamental encontrada na chapa em relação aos princípios que defende.

Coletivo “Juntas por São Luís”. Foto: Divulgação.

“Os motivos que me levaram a tomar tal decisão, foram motivos comportamentais, nos quais eu julgo incoerente com os princípios que eu defendo. Acredito que o respeito, e a educação é um dos meios mais eficazes para que possamos construir, somar, caminharmos e vivermos bem em sociedade”, disse a jovem.

Além de Pricila Aroucha que integrava a candidatura coletiva do PSOL, o coletivo é formado pelas jovens Keysse Dayane, Nuccia Kaufmann e Cassandra Cardoso. Uma das principais bandeiras do grupo é a luta pelo desencarceramento.

A jovem matinhense que já foi eleita miss São Luís 2019, princesa do Carnaval 2020 e forte atuante na luta das comunidades tradicionais, sentiu falta dessas bandeiras na chapa para brigar por uma vaga na Câmara Municipal de São Luís.

A militante agradeceu a todos que acreditaram no seu potencial, e desejou sorte ao que continuaram na disputa.


Curta a página do Portal Matraca no Facebook, siga-nos também no Instagram Twitter, e acompanhe-nos também no LinkedIn. Informações e sugestões de reportagens, envie para o nosso WhatsApp(98) 98512-7130.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here